sexta-feira, 11 de abril de 2014

Resultado da Assembleia: NÃO teremos greve (nesse momento)

Um pouco antes do início da assembleia.


Acabou a pouco, depois de mais de quatro horas (o credenciamento foi dos professores e técnicos administrativos foi muito lento e atrasou o início dos trabalhos), a assembleia que iria definir a entrada do IFCE na greve. Felizmente, prevaleceu a razão da maioria e a greve NÃO FOI INICIADA. Não vou participar da comissão de mobilização que foi criada (um dos encaminhamentos da assembleia), mas acredito que a pauta interna vai ser trabalhada de forma mais dinâmica pela Reitoria e pelas diretorias de cada Campus. Vários pró-reitores e diretores estiveram presentes durante toda a assembleia.

Temos que destacar a presença dos estudantes. Eles se manifestaram e fizeram um grande barulho antes, durante e ao final da assembleia. Eles fizeram uma forte pressão e até forçaram a mudança do discurso do DCE. Desta vez, houve uma efetiva participação de professores e técnicos administrativos, quase todos conseguiram ficar até o final.

A possibilidade de ter uma greve ainda este semestre existe, mas vai ficar para depois do mês de abril.

Algumas fotos:

7 comentários:

  1. Caro professor, acreditamos no poder da síntese. O sr. Foi brilhante. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns Professor, o senhor foi demais!

      Excluir
  2. O seu poder de síntese esvazia a cabeça dos seus alunos a favor da manipulação! Parabéns, cumpriu sua missão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não houve manipulação alguma. Os alunos que estavam lá sabiam muito bem o que queriam. Provavelmente, eu não mudei a opinião de ninguém. O que "eu" fiz (e com o apoio da maioria dos presentes) foi forçar que as intervenções fossem de (mais ou menos) 2 minutos. Claro que você tem todo o direito de discordar.

      Excluir
  3. Vergonha é o que sinto de professores como este com "poder de síntese". Possivelmente, outrora, foi como um dos estudantes que chamavam os seus colegas de vagabundos. Síntese por síntese!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado "anônimo", você tem todo o direito de sentir o que quiser, mas eu não lembro de ter chamada nenhum colega de "vagabundo". Como eu não consegui entender exatamente o que você quis dizer, fico por aqui.

      Excluir