sexta-feira, 28 de abril de 2017

Algumas fotos da manifestação de hoje - Fora Temer e seus deputados comprados!








Infelizmente, não consegui ir à manifestação de hoje e participar da Greve Geral aqui em Fortaleza, mas vários de meus colegas professores foram e registraram em fotos. Os principais motivos dessa grande manifestação são as reformas trabalhista e da previdência. Esses deputados e senadores corruptos e comprados só querem olhar para os próprios bolsos. Para eles, o povo é irrelevante.

Uma "prova":
LOBISTAS DE ASSOCIAÇÕES empresariais são os verdadeiros autores de uma em cada três propostas de mudanças apresentadas por parlamentares na discussão da Reforma Trabalhista. Os textos defendem interesses patronais, sem consenso com trabalhadores, e foram protocolados por 20 deputados como se tivessem sido elaborados por seus gabinetes. Mais da metade dessas propostas foi incorporada ao texto apoiado pelo Palácio do Planalto e que será votado a partir de hoje pelo plenário da Câmara.
Fonte aqui.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Divulgando: 2a. Maratona FIDE de Xadrez Rápido


2ª Maratona FIDE de Xadrez Rápido - Amigos do MN Fred Saboya
30 Abr,13:00h - 20:30h
CEFS, Fortaleza-CE
Avenida Barão de Studart, 2360 - Sala 1302 (Torre Quixadá)
Click aqui para fazer sua inscrição agora!

II Maratona FIDE de Xadrez RPD - Amigos do MN Fred Saboya
30 de Abril de 2017 (domingo) Local: Centro Enxadrístico Fred Saboya
Horários  13:00, Congresso Técnico 13:15, 1ª rodada Término, 20:30 Vagas: 15 (10 restantes)
Torneio aberto a todo o público. Jogadores levar peças e relógio.
Válido para rating nacional CBX e internacional FIDE Cadência: 10'+5" ou 15' KO Sistema Round Robin (todos contra todos) Desempate: Confronto Direto, SB, Nº de vitórias
Todos os inscritos devem estar presentes antes do começo da 1ª rodada, pois logo não, serão excluídos do torneio e retirado do emparceiramento.
Inscrição: 25,00 Valores não reembolsáveis. Todo arrecadado será para pagar taxas, alimentação, água, café e contribuição para o CEFS
NÃO é necessário estar com a anuidade CBX em dia, porém é necessário estar cadastrado. http://www.cbx.org.br/cadastro

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Greve Geral dia 28 de abril - e a posição favorável de diversas igrejas


Teremos agora dia 28 de abril uma greve geral contra os absurdos que estão sendo tramados em Brasília (reforma da previdência, reforma trabalhista). Até alguns setores tradicionalmente conservadores estão apoiando essa iniciativa (talvez até tardia), como é o caso da Igrejas Católica e diversas igrejas evangélicas históricas. Ver informações abaixo.

  • Posição da Igreja Católica - CNBB ( Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) - fonte aqui.


Bispo reafirma que é fundamental que se escute a população em suas manifestações coletivas

CNBB
Movimentos sociais e sindicatos de todo o Brasil marcam para a próxima sexta-feira, dia 28 de abril, uma greve geral contra as reformas da Previdência e trabalhista apresentadas pelo Poder Executivo e em tramitação no Congresso Nacional.

Às vésperas da 55ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que tem início amanhã, dia 26, em Aparecida (SP), o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário-geral da Conferência, Dom Leonardo Steiner, concedeu entrevista tratando da posição da entidade sobre as manifestações. Reafirmando a convocação feita pelo Conselho Permanente, no mês passado, Dom Leonardo considera “fundamental que se escute a população em suas manifestações coletivas”. Confira a entrevista:

Qual é a posição da CNBB sobre a anunciada greve geral do dia 28 de abril?
A partir de amanhã, quarta-feira, 26 de abril, os bispos estarão reunidos em assembleia geral, em Aparecida (SP). A assembleia é a instância suprema da Conferência e dela pode sair novo posicionamento. Posso agora, reafirmar o que o Conselho Permanente da CNBB já declarou em Nota: “Convocamos os cristãos e pessoas de boa vontade, particularmente nossas comunidades, a se mobilizarem ao redor da atual Reforma da Previdência, a fim de buscar o melhor para o nosso povo, principalmente os mais fragilizados”.
Nesse sentido, consideramos fundamental que se escute a população em suas manifestações coletivas. Claro que nosso olhar se dá na perspectiva da evangelização e nossa posição brota das exigências do Evangelho. E isso significa reafirmar a busca do diálogo, da paz e do entendimento. Na afirmação dos bispos está a orientação de que esses momentos sejam marcados pelo respeito à vida, ao patrimônio público e privado, fortalecendo a democracia.

Qual o impacto de uma greve geral neste momento?
Certamente o conteúdo das manifestações se dará no sentido de defesa dos direitos dos trabalhadores do campo e da cidade, de modo muito particular dos mais pobres. O movimento sinaliza que a sociedade quer o diálogo, quer participar, quer dar sua contribuição. Reformas de tamanha importância não podem ser conduzidas sem esse amplo debate.
O Congresso Nacional e o Poder Executivo, infelizmente, têm se mostrado pouco sensível ao que a sociedade tem manifestado em relação às reformas. Os brasileiros e brasileiras desejam o bem do Brasil e para construir uma nação justa e fraterna querem participar das discussões e encaminhamentos.

É oportuno apresentar propostas de reformas na atual conjuntura?
O Brasil vive um momento particular de sua história, uma crise ética. Há situações de enorme complexidade nos quais estão envolvidos personagens do cenário político, sem falar da crise econômica que atinge a todos. Como encaminhar mudanças sem o respaldo da sociedade? Propostas de reformas que tocam na Constituição Federal, no sistema previdenciário, na CLT merecem estudo, pesquisa e aprofundamento. Sem diálogo não é possível criar um clima favorável que vise o bem do povo brasileiro.

  • Igrejas Evangélicas Históricas e Aliança Evangélica assinam manifesto contra a Reforma da Previdência - fonte aqui.

As Igrejas Evangélicas Históricas  brasileiras emitiram um pronunciamento oficial sobre as decisões tomadas com relação a Reforma da Previdência, em tramitação da Câmara do Deputados. A proposta do governo Michel Temer, é entre outras ações, criar novas regras na Previdência. Entre elas, estabelecer idade mínima de 65 anos para se aposentar.

O texto aguarda o Relator na Comissão Especial, emitir um parecer sobre a proposta de emenda constitucional 287 de 2016 (PEC 287/16).

Entre as organizações que assinam o documento de posicionando contra a Reforma, está presente a Igreja Metodista no Brasil. Por meio do seu veículo oficial, a organização já abordou o tema, tanto no Jornal Expositor Cristão no mês de abril, como no podcast Giro de Notícias, que traz as principais notícias metodistas da semana. Ouça agora.

Leia abaixo o pronunciamento, ou acesso o documento original do site da Igreja Metodista brasileira. Clique aqui.

PRONUNCIAMENTO:

1 -O atual sistema previdenciário brasileiro cumpre fundamental papel redistributivo e realocativo de renda, sendo instrumento eficaz de combate à desigualdade social e de segurança alimentar a uma parcela significativa de brasileiros;
2 – Não obstante sua importância no combate às desigualdades sociais, o atual sistema previdenciário apresenta assimetrias e desigualdades entre diversas categorias laborais, o que requer revisão e ajustes para seu aperfeiçoamento;
3 -A exigência de idade mínima de 65 anos para aposentadoria tanto de homens quanto de mulheres e de um tempo mínimo de contribuição de 25 anos que, na prática, requer 49 anos para aposentar-se com 100% dos proventos, é injusta e não condiz com a realidade brasileira, porque:
  • 3.1. As mulheres, sabidamente, em nossa sociedade, exercem dupla jornada laboral, trabalham cerca de 7,5 horas a mais que os homens, de acordo com levantamento do IPEA, e não se podem ignorar as diferenças de gênero;
  • 3.2. Os trabalhadores mais pobres e sem qualificação, em vista da economia informal (falta de registro em carteira), do subemprego e do desemprego, jamais alcançarão 49 anos de contribuição para fazer jus aos proventos de aposentadoria integrais;
  • 3.3. Não leva em consideração nossos graves desequilíbrios regionais e as diferenças de expectativa de vida entre as populações das regiões mais pobres em contraponto com as mais ricas.
 (...)

terça-feira, 25 de abril de 2017

Escrevendo equações com ajuda on line (latex)


Diversos sites na internet podem ajudar na hora de escrever uma equação, fórmulas ou matrizes, usando a notação do latex. Sem a necessidade de dominar os comandos latex correspondentes (ufa!).
Por exemplo, o site CodeCogs ajuda a montar a sua expressão através de atalhos, gerando o código latex correspondente e uma imagem (vários formatos possíveis) que você ainda pode ajustar o tamanho. Exemplo:

Código gerado:


Aparência do site:

 Postagem antiga sobre o mesmo tema aqui.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Evitando integração por partes - uma alternativa.



Seja um sinal definido pelo produto de duas funções: $f(t) = u(t)v(t)$. A derivada desse sinal (supondo que $u(t)$ e $v(t)$ são funções diferenciáveis) é dada por (regra da cadeia):
\[ \frac{df(t)}{dt} = \frac{du(t)}{dt}v(t) + u(t)\frac{dv(t)}{dt}\]
Logo, podemos dizer que
\[ \int \frac{du(t)}{dt}v(t) dt = u(t)v(t) - \int u(t)\frac{dv(t)}{dt} dt\]
considerando que a segunda integral seja mais fácil de resolver que a primeira, esta é a técnica de integração por partes. Usando uma notação mais simples e compacta:
\[ \int v du = uv - \int u dv\]
Para saber mais sobre o assunto ver aqui aqui ou aqui.

Bom, eu não gosto muito de integração por partes. Existem alternativas? Sim, claro (ver aqui, por exemplo - método DI). Uma forma alternativa de resolver esse tipo de integral, quando $v(t)$ e $u(t)$ são funções polinomiais (ex: $u(t) = t^{n}$) e exponenciais (ex: $v(t) = e^{kt}$) ou trigonométricas (ex: $v(t) = cos(kt)$), é saber que o resultado será uma combinação dos produtos de $u(t)$ e suas derivadas com $v(t)$ e suas derivadas.

Assim, sendo $g(t)$ e $h(t)$ funções polinomiais, exponenciais ou trigonométricas (seno e cosseno):
\[ \int g(t)h(t) dt = A_1g(t)h(t) + A_2 \frac{dg}{dt} h + A_3 \frac{d^2g}{dt^2}h + ... + B_1 \frac{dh}{dt}g + B_3 \frac{d^2h}{dt^2}g + ...\]

Um exemplo para esclarecer melhor:
\[ \int t^{2} e^{3t} dt = f(t) = A t^{2} e^{3t} + B t e^{3t} + C e^{3t}\]
onde as constantes $A$, $B$ e $C$ podem ser calculadas pela solução de um simples sistema linear de equações:
\[ \frac{df}{dt} = 3 A t^2 e^{3t} + 3 B t e^{3t} + 3 C e^{3t} + 2 A t e^{3t} + B e^{3t} = t^{2} e^{3t}\]
Logo
\[
\begin{cases}
 & 3A = 1  \\
 & 2A + 3B = 0 \\
 & B + 3C = 0
\end{cases}
\]
Assim: $A = 1/3$, $B = -2/9$ e $C = 2/27$. Finalmente,
\[ \int t^{2} e^{3t} dt = \frac{1}{3} t^{2} e^{3t} - \frac{2}{9} t e^{3t} + \frac{2}{27} e^{3t}\]

Um segundo exemplo:
\[ \int t cos(3t) dt = f(t) = A t cos(3t) + B cos(3t) + C t sen(3t) + D sen(3t)\]
onde as constantes $A$, $B$, $C$ e $D$ podem ser calculadas pela solução de um simples sistema linear de equações:
\[ \frac{df}{dt} = A cos(3t) - 3 A t sen(3t) - 3 B sen(3t) + 3 C t cos(3t) + C sen(3t) + 3 D cos(3t) =  t cos(3t)\]
Logo
\[
\begin{cases}
 & A + 3D = 0  \\
 & -3A = 0 \\
 & 3C = 1 \\
 & -3B + C = 0
\end{cases}
\]
Assim: $A = 0$, $B = 1/9$ e $C = 1/3$, $D = 0$. Finalmente,
\[ \int t cos(3t) dt = \frac{1}{9} cos(3t) + \frac{1}{3} t sen(3t)\]

Nada como um pouco de matemática para relaxar!

sábado, 22 de abril de 2017

Divulgando: IV Telecom Week


De 24 a 28 de abril de 2017, acontecerá, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, a 4ª edição da Semana da Engenharia de Telecomunicações do IFCE, um evento realizado pelo Centro Acadêmico da Engenharia de Telecomunicações do IFCE (CAET), com o apoio do Departamento de Telemática e da Diretoria de Ensino do Campus Fortaleza.

Serão 5 dias de intensa programação: Palestras, visitas técnicas, workshops, minicursos e muito mais!

O Evento reunirá pesquisadores, doutores, mestres e alunos de graduação da área de Tecnologia da Informação e Comunicação com ênfase em Telecomunicações. Além disso, também estarão presentes especialistas em Gestão, Oratória e Empregabilidade, para tratar de assuntos relacionados ao ingresso no mercado de trabalho. Para encerramento, teremos na sexta-feira, dia 28, o I Startup Day, que será um dia intenso sobre empreendedorismo, que contará com palestras e workshops com os melhores profissionais do assunto.

O evento é aberto ao público, visando atingir não só a comunidade acadêmica, mas a sociedade em geral.

Telecom Week, um evento para quem quer aprender e compartilhar mais sobre o mundo das Telecomunicações, porque "Telecom é um Mundo"!

Inscrições e mais informações nos links:

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Mestrado: inimigos do seu título


Talvez, o maior inimigo, aquele que mais contribui para que o seu título de mestre demore a chegar (ou nunca chegue) seja você mesmo. O mestrado (e o doutorado) é (ou, pelo menos, é para ser) muito diferente da graduação.

Na graduação você fez um monte de disciplinas, estudou pouco para algumas, muito para outras e, no final das contas, acabou passando por tudo, dentro do prazo ou não. Sendo dúvida, foi sofrido, mas você "só" tinha que aprender o que já estava nos livros. Pouca criatividade ou trabalho original foi exigido de você. Agora é diferente. Você terá que dominar um tema, saber muito sobre alguns detalhes, ter consciência de vários outros e, no final, apresentar algum trabalho realmente seu, a sua contribuição para o estado da arte.

E como chegar nesse resultado, como defender a sua dissertação dentro do prazo?! Não é fácil, mas podemos tirar alguns obstáculos do caminho. Desde que você tenha consciência que esses obstáculos existem! Talvez você tenha até que mudar (um pouco ou radicalmente) o seu estilo de vida. Para pontuar melhor e destacar os inimigos do seu mestrado, vamos destacar:
  • Falta de objetivo. Ter um objetivo bem definido: é bom saber onde você quer chegar e o que fazer para chegar "lá". Aqui uma ou muitas conversas com o orientador podem ajudar muito. E seguir o que ele diz.
  • Falta de foco. Não adianta muito ficar se distraindo com coisas que tiram o seu tempo e não ajudam no andamento do mestrado. Reduza as distrações. Mais de um colega meu já saiu de grupo de Whatsapp, facebook e coisas semelhantes para focar mais nos estudos.
  • Falta de tempo. Para quem trabalha e tem pouco tempo para os estudos, é importantíssimo saber usar bem o tempo disponível. Algumas (ou muitas) atividades sociais devem ser largadas de mão. É necessário aprender a dizer "não" para solicitações que não sejam absolutamente essenciais. Limitar o tempo vendo TV (talvez seja necessário deixar de lado aquele seriado favorito) e de outras coisas é fundamental. 
  • Falta de leitura. Ler é outra atividade essencial para quem faz um mestrado. Eu li uns 200 artigos diferentes durante o meu mestrado, claro que nem todos foram aproveitados, mas, de uma forma ou de outra, contribuíram para o meu sucesso. Aqui cabe um lembre: ler em inglês é um ponto básico. Existe pouca literatura de boa qualidade em português.
  • Falta de humildade. Ninguém sabe tudo - nem o seu orientador. Algumas vezes é necessário parar um pouco, voltar atrás e estudar coisas básicas da graduação para poder aprender e dominar temas novos. Se você precisa usar algum software ou alguma ferramenta matemática, comece estudando do início e peça ajuda a quem já sabe usar.
Finalmente, indico um texto muito bom para quem está fazendo mestrado ou pensa em fazer: Faço ou não façoum Mestrado? Tudo que você deve saber antes de decidir. Muitas dicas para quem faz mestrado: ver aqui.