quinta-feira, 23 de março de 2017

Terceirização: o governo e os deputados mostram a cara


Dos noticiários:
"A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (22) por 231 votos a favor, 188 contra e 8 abstenções o texto-base do projeto de lei que autoriza o trabalho terceirizado de forma irrestrita para qualquer tipo de atividade."

"O texto final aprovado, que seguirá para sanção do presidente Michel Temer, autoriza a terceirização em todas as atividades, inclusive na atividade-fim. Atualmente, jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (TSE) proíbe terceirizar a atividade-fim da empresa. Por exemplo, um banco não pode terceirizar os atendentes do caixa."

Depois da sanção do "presidente" Michel Temer a terceirização de atividades fins será legal. Um exemplo: uma escola poderá ter 100\% dos professores contratados por meio de outras empresas. Texto aprovado (Projeto de Lei 4302/98) também aumenta de três para seis meses o tempo permitido para trabalho temporário. Uma coisa ficou evidente nessa votação: o "governo" não está com tanto poder e influência assim dentro da Câmara dos Deputados.

Terceirização - adm. econ.: forma de organização estrutural que permite a uma empresa transferir a outra suas atividades-meio, proporcionando maior disponibilidade de recursos para sua atividade-fim, reduzindo a estrutura operacional, diminuindo os custos, economizando recursos e desburocratizando a administração.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Quanto custa um deputado federal?


Um "nobre" deputado federal custa muito, muito caro aos nossos bolsos. O salário de deputado, bastante alto para os padrões brasileiros, é apenas uma das parcelas dessa conta. A tabela abaixo mostra isso de forma muito clara:

(Dados de fevereiro de 2016)
BenefícioMédia mensalPor ano
SalárioR\$ 33.763,00R\$ 438.919,00
Ajuda de custo (1)R\$ 1.406,79R\$ 16.881,50
Cotão (2)R\$ 39.884,31R\$ 478.611,67
Auxílio-moradia (3)R\$ 1.608,34R\$ 19.300,16
Verba de gabinete para até 25 funcionáriosR\$ 92.000R\$ 1.104.000,00
Total de um deputadoR\$ 168.662,44R\$ 2.023.949,28
Total dos 513 deputadosR\$ 86.523.831,72R\$ 1.038.285.980,64
Com essa mordomia toda, como eles podem pensar em nos pobres mortais que precisam ralar muito para ganhar um salário mínimo? Eles simplesmente não têm noção do que seja passar por uma necessidade, enfrentar fila para ser atendido por algum serviço de saúde ou algo do tipo.

No final de um ano, cada deputado federal pode custar mais de dois milhões de reais! Claro que os nossos senadores não divergem muito nesse quesito de gastança de recursos. Por isso eles querem que o povo aperte os cintos e trabalhe até a velhice: para manter as mordomias deles em dia.

(1) Ajuda de custo: o valor remanescente se refere à média anual do valor dessa ajuda de custo, que é paga apenas duas vezes em 4 anos.

(2) Cotão. Valor se refere à média dos 513 deputados, consideradas as diferenças entre estados. A média não computa adicional de R\$ 1.353,04 devido a líderes e vice-líderes partidários. O Cotão inclui passagens aéreas, fretamento de aeronaves, alimentação do parlamentar, cota postal e telefônica, combustíveis e lubrificantes, consultorias, divulgação do mandato, aluguel e demais despesas de escritórios políticos, assinatura de publicações e serviços de TV e internet, contratação de serviços de segurança. O telefone dos imóveis funcionais está fora do cotão: é de uso livre, sem franquia.

(3) Auxílio-moradia. O valor indicado representa a média de gastos de acordo com o uso do benefício em cada época. Atualmente, o valor é de R\$ 4.253,00. Mas só quem não usa apartamento funcional tem direito ao benefício. Atualmente, 319 deputados ocupam os apartamentos localizados na Asa Sul e na Asa Norte.

(4) Saúde. Os deputados só são ressarcidos em serviços médicos que não puderem ser prestados no Departamento Médico (Demed) da Câmara, em Brasília.

Fonte aqui e aqui. Postagem antiga sobre esse mesmo tema aqui.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Divulgado: Sistemas de workflows e seus modelos de implementação (Palestra)


A tecnologia de workflow como a conhecemos hoje foi objeto de pesquisas intensas na última metade da década de 90. À época, a ideia de modelar fluxos de trabalho (workflows) já vinha sendo usada em computação e em outras áreas, principalmente na automação de processos, contudo, não havia tecnologia para implementá-los em larga escala para as organizações. No inicio da década de 2000, o foco sai da tecnologia para os processos de negócios automatizados, o que tornou o problema da modelagem uma linha importante de pesquisa. Nos últimos anos, as pesquisas têm sido voltadas para intercâmbio de informações entre diferentes “engines”, big data workflows, workflows científicos, padrões de workflows, mineração de processo e integração de processos complexos. A preocupação com a consistência desses modelos fez surgir várias propostas de especificação formal. Nesta apresentação mostramos alguma concepções de modelos de workflows, sua relação com processos de negócios e uma forma de modelagem usando máquinas de estado finito.
  • Local: Sala BD1 - terceiro piso, acima do PPGCC/IFCE (3 andar do bloco de pesquisa) 
  • Data/Horário: 21/3/2017 (Terça) às 18h 
  • Palestrante: Prof. Dr. Roberto Wagner da Silva Rodrigues (Lattes aqui).
Mais informações aqui.

sábado, 18 de março de 2017

Para novos alunos de mestrado: brevíssimo guia de sobrevivência.


Fazer uma pós-graduação (mestrado ou especialização) é o sonho de muitos que conseguem concluir um curso de graduação. Porém, "fazer" uma pós não é o mesmo que cursar uma graduação. As exigências são outras: espera-se que o aluno de pós tenha suas próprias ideias, estude por que quer resolver um problema interessante e não porque vai ter uma nota no final, saiba gerenciar o tempo entre as várias atividades acadêmicas e pessoais. O prazo para concluir o trabalho também é bem menor: em geral são apenas 24 meses no caso do mestrado.

Um ponto fundamental é saber o que você vai estudar. O tema de pesquisa deve ser escolhido o mais cedo possível. Almejar algo muito difícil pode ser muito arriscado e fonte de grande frustração. Veja isso com o seu orientador. Ele não vai fazer o trabalho por você, mas pode indicar o que você estudar e as referências básicas. Aqui, talvez o mais importante seja o tempo dedicado para estudar o assunto escolhido. Em geral, muitas horas de estudos podem render boas ideias e descartar aquelas que não são tão boas assim. Ou as que já foram publicadas na literatura técnica.

Se o trabalho for experimental, deve ter certeza que todo o aparato técnico estará disponível. Causa grande insatisfação saber o que se deve fazer e não ter à mão os equipamentos necessários. Ter alguma habilidade com o aparato experimental também é muito importante. Perder horas aprendendo a usar um analisador de espectro para depois descobrir que mediu tudo errado é, no mínimo, deprimente. Se for o caso, tenha ajuda de algum colega ou um bolsista "especialista" no uso de tal equipamento.

Alguns outros pontos são rapidamente vistos na figura abaixo:


Petição: Suspender o Ministro Gilmar Mendes



"Suspenda o Ministro Gilmar Mendes por agir de forma incompatível com a honra, dignidade e decoro da sua função."

Motivo: esse ministro se mostra partidário e parcial em suas decisões. Perdeu totalmente a credibilidade e está manchando a instituição STF. Link:



Uma pequena "biografia" desse distinto ministro aqui.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Divulgando: Ensino de Esporte Xadrez em todas as escolas públicas - IDEIA LEGISLATIVA


Sei que estamos em meio a um "governo" fraco e corrupto, com propostas que prometem estragar a aposentadoria de quase todos (os políticos estão de fora, claro), mas acredito que vale a pena apoiar essa ideia com um click:


Ensino de Esporte Xadrez em todas as escolas públicas.
Grande Mestre e Mestre de Xadrez, reconhecido pela Federação Internacional de Xadrez dariam a formação para professores, que ministrariam a as aulas no ensino fundamental e médio em todo Brasil. O xadrez é reconhecido como excelente ferramenta pedagógica que contribuiu com o aprendizado. 
Esporte barato e de fácil aprendizado. Contribui com o desenvolvimento da concentração, memória, lógica é demais atividades mentais . Nos espaços escolares poderá ser inserido com pouquíssimos investimentos financeiros. Agradeço.
Data limite para receber 20.000 apoios: 11/07/2017
Ideia proposta por REGINA RODRIGUES BONFIM - SP

  • Link para dar o apoio aqui.

Ao receber 20.000 apoios, a ideia se tornará uma Sugestão Legislativa e será debatida pelos Senadores.

domingo, 12 de março de 2017

Palestra e defesa de mestrado PPGET - 13/março



Amanhã teremos uma defesa de mestrado (mestrando Diego Braga, título do trabalho: Proposta de um demodulador GMSK não-coerente para comunicação de nanossatélites) pelo PPGET e a palestra da pesquisadora Maria de Fátima Matiello-Francisco (Lattes aqui).