sábado, 29 de setembro de 2012

Nossa vizinhança cósmica

Estrelas próximas ao Sol. Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/
Qual a estrela mais próxima da Terra (além do Sol, é claro!)? Quantos estrelas da nossa vizinhança têm planetas em suas órbitas? Qual o tipo de estrela mais comum por essas redondezas? Existe alguma estrela em rota de colisão com o Sol? Essas estrelas próximas afetam o nosso Sistema Solar? Já temos respostas para todas essas perguntas, embora algumas respostas possam ser melhoradas nos próximos anos. Então vamos lá!

Estrela mais próxima.

A Proxima Centauri (V645 Centauri) é a estrela mais próxima do Sol, essa pequena estrela anã-vermelha faz parte de um sistema triplo formado pelas estrelas α Centauri A (HD 128620) e α Centauri B (HD 128621). As estrelas, entretanto, não estão "fixas" no céu, todas elas possuem um movimento relativo em relação às outras. Em futuro não muito distante outras estrelas ocuparão essa posição:
  • Ross 248, atualmente, a uma distância de 10,3 anos luz, tem uma velocidade radial de -81 km / s. Em cerca de 31 mil anos, pode ser a estrela mais próxima do Sol por vários milênios, com uma distância mínima de 0,927 parsecs (3,02 anos-luz) em 36.000 anos.
  • Gliese 445, atualmente a uma distância de 17,6 anos-luz, tem uma radial velocidade de -119 km / s. Em cerca de 40.000 anos, será a estrela mais próxima, por um período de vários milhares de anos.
  • Gliese 710 será a que vai se aproximar mais, ficará "apenas" a um ano-luz do Sol daqui a uns 1,4 milhão de anos. Isso pode até perturbar os cometas distantes que orbitam o Sol (Nuvem de Oort).
Distância do Sol em função do tempo. Fonte aqui.
Então, não temos que nos preocupar com as nossas vizinhas, nos próximos 2 milhões de anos elas se manterão a uma distância confortável e continuarão sendo apenas pontos brilhantes (ou bem pouco brilhantes) no céu.
 
Estrelas com planetas. 

As estrelas Epsilon Eridani, Gliese 674 (LHS 449), Gliese 876 (Ross 780), Gliese 832 possuem ao menos um planeta. Com o avanço das técnicas de pesquisa por planetas, é possível que outras descobertas desse tipo sejam feitas no futuro próximo.

Tipo de estrela mais comum.

Sem dúvida, as estrelas do tipo anã-vermelhas são as mais comuns nas proximidades do Sol. Algumas das nossas vizinhas são até classificadas como anãs marrons, pois são sub-estrelas, possuem uma baixa luminosidade e não chegam a transformar o hidrogênio em hélio (fusão nuclear), como, por exemplo, a UGPS 0722-05 descoberta em 2010 (ver artigo aqui).

Para saber mais: http://en.wikipedia.org/wiki/Gliese_710.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Superando todos os limites: missões Voyager

Entrando no espaço interestelar, fonte da figura: Nasa.
Poucas agências espaciais podem mostrar casos de sucesso tão grandes quanto a Nasa. Talvez o feito mais extraordinário da agência espacial americana seja a continuação das missões Voyager 1 e 2 depois de 35 anos de iniciada. Hoje, essas sondas se encontram muito além da órbita do "ex"-planeta Plutão, próximas à fronteira da Heliosfera, a região de influência do Sol.

Uma curiosidade: a primeira sonda lançada foi a Voyager 2, a Voyager 1 foi lançada 16 dias depois em 5 de setembro de 1977.

Entre as descobertas notáveis ​​realizadas por Voyager 2 estão a corrente de jato intrigante hexagonal na região polar norte de Saturno, os pólos magnéticos inclinados de Urano e Netuno, e os gêiseres na lua  congelada Triton de Netuno. Embora lançado depois, a Voyager 1 chegou a Júpiter e Saturno antes da Voyager 2, sendo a primeira a ver os vulcões da lua Io de Júpiter, a natureza bizarra do anel mais externo de Saturno, e a atmosfera profunda e obscura de lua de Saturno, Titã. Voyager 1 também mostrou última imagem da missão: o famoso retrato de família do sistema solar em que mostra a nossa Terra como um pálido ponto azul.

A Voyager 2 está cerca de 15 bilhões de quilômetros de distância do Sol, indo em direção ao sul. Voyager 1 é de cerca de 18 bilhões de quilômetros de distância do Sol, indo em direção ao norte. Nos últimos cinco anos, as duas naves estão explorando a camada exterior da heliosfera, uma bolha gigante de partículas carregadas pelo vento solar.

Os cientistas da equipe Voyager estão agora a analisando os dados sobre a direção do campo magnético, que eles acreditam que vai mudar com a entrada para o espaço interestelar.

As sondas:
VOYAGER, fonte da figura: Nasa.
Alguns marcos, fonte: Revista Isto é on-line.
Para saber mais: nasa.gov/mission_pages/voyager e istoe.com.br/reportagens/.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

LEI Nº 12.711 - Cotas para o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino


O sistema de contas para o ingresso nas universidade públicas e institutos federais é, para dizer o mínimo, polêmico. Existem muitas visões diferentes sobre esse ponto. De fato, o acesso à universidade pública é um "privilégio" para poucos. E isso era ainda mais verdadeiro há 10, 20 anos. Majoritariamente, os "excluídos" do acesso ao meio universitário eram (e ainda são) os estudantes das escolas de ensino medio públicas (com algumas exceções), os negros e os índios.

De um passado recente até hoje, o ingresso nas universidades públicas ocorria fundamentalmente por méritos do candidato (e, às vezes, um pouco de sorte). Basicamente, o candidato concorria "em igualdade de condições" com todos os outros que almejavam o mesmo curso na mesma universidade.

E o que vai mudar com a nova lei no. 12.711 recentemente aprovada? Inicialmente, vejamos o que diz a lei (fonte aqui):
--------------------------------
Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos


Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1o  As instituições federais de educação superior vinculadas ao Ministério da Educação reservarão, em cada concurso seletivo para ingresso nos cursos de graduação, por curso e turno, no mínimo 50% (cinquenta por cento) de suas vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.
Parágrafo único.  No preenchimento das vagas de que trata o caput deste artigo, 50% (cinquenta por cento) deverão ser reservados aos estudantes oriundos de famílias com renda igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo (um salário-mínimo e meio) per capita.
Art. 2o  (VETADO).
Art. 3o  Em cada instituição federal de ensino superior, as vagas de que trata o art. 1o desta Lei serão preenchidas, por curso e turno, por autodeclarados pretos, pardos e indígenas, em proporção no mínimo igual à de pretos, pardos e indígenas na população da unidade da Federação onde está instalada a instituição, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Parágrafo único.  No caso de não preenchimento das vagas segundo os critérios estabelecidos no caput deste artigo, aquelas remanescentes deverão ser completadas por estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.
Art. 4o  As instituições federais de ensino técnico de nível médio reservarão, em cada concurso seletivo para ingresso em cada curso, por turno, no mínimo 50% (cinquenta por cento) de suas vagas para estudantes que cursaram integralmente o ensino fundamental em escolas públicas.
Parágrafo único.  No preenchimento das vagas de que trata o caput deste artigo, 50% (cinquenta por cento) deverão ser reservados aos estudantes oriundos de famílias com renda igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo (um salário-mínimo e meio) per capita.
Art. 5o  Em cada instituição federal de ensino técnico de nível médio, as vagas de que trata o art. 4o desta Lei serão preenchidas, por curso e turno, por autodeclarados pretos, pardos e indígenas, em proporção no mínimo igual à de pretos, pardos e indígenas na população da unidade da Federação onde está instalada a instituição, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Parágrafo único.  No caso de não preenchimento das vagas segundo os critérios estabelecidos no caput deste artigo, aquelas remanescentes deverão ser preenchidas por estudantes que tenham cursado integralmente o ensino fundamental em escola pública.
Art. 6o  O Ministério da Educação e a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, da Presidência da República, serão responsáveis pelo acompanhamento e avaliação do programa de que trata esta Lei, ouvida a Fundação Nacional do Índio (Funai).
Art. 7o  O Poder Executivo promoverá, no prazo de 10 (dez) anos, a contar da publicação desta Lei, a revisão do programa especial para o acesso de estudantes pretos, pardos e indígenas, bem como daqueles que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, às instituições de educação superior.
Art. 8o  As instituições de que trata o art. 1o desta Lei deverão implementar, no mínimo, 25% (vinte e cinco por cento) da reserva de vagas prevista nesta Lei, a cada ano, e terão o prazo máximo de 4 (quatro) anos, a partir da data de sua publicação, para o cumprimento integral do disposto nesta Lei.
Art. 9o  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Brasília, 29 de  agosto  de  2012; 191o da Independência e 124o da República.
DILMA ROUSSEFF
Aloizio Mercadante
Miriam Belchior
Luís Inácio Lucena Adams
Luiza Helena de Bairros
Gilberto Carvalho

 -------------------------------
Uma análise breve (e favorável à adoção da lei nas universidades) da lei pode ser encontrada aqui. George Zarur aponta uma serie de razões contrárias à adoção de cotas para universidades (ver a opinião dele aqui). Outras opiniões podem ser lidas aqui.


Na verdade, eu vejo que essa lei é uma espécie de atestado de fracasso das políticas educacionais do Brasil. Se é que houve, de fato, alguma política educacional consistente, coerente e com visão de futuro, especialmente se olhamos para o ensino fundamental e medio. Não é novidade para ninguém que as escolas municipais e estaduais, em sua maioria, estão muito aquém das escolas particulares. Isso, inclusive, "impede" que as escolas particulares sejam melhores ou sejam mais cobradas já que a concorrência é somente com outras escolas também privadas.

Por outro lado, os professores que irão receber esse novo contingente de estudantes estão receosos que eles simplesmente não tenham uma formação suficiente para acompanhar os cursos. A evasão e desistência podem aumentar. Do ponto de vista dos "não cotistas" a dificuldade para entrar na universidade vai aumentar, para os cotistas as chances aumentam um pouco.

Uma coisa que não fica bem clara e que só complica essa polêmica toda: qual é o objetivo da universidade? É verdade que a sociedade como um todo a sustenta, mas só uma parte dos jovens podem aspirar concretamente ao ensino superior. Isso é "justo"? Essas "ações afirmativas" são mesmo necessárias? Uma coisa é certa: é mais fácil criar uma lei que enfrentar os reais problemas de educação do Brasil.

No final das contas, pelo menos essa lei traz uma data de revisão - ver Art. 7o.Quem sabe até lá essa lei não seja mais (tão) necessária.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Criando padrões geométricos com autômatos celulares e Scilab.


Os autômatos celulares seguem regras simples, mas apresentam comportamento complexo. Sua origem remonta aos anos 1940 com o famoso matemático John Von Neumann. Para saber mais sobre esse tópico, consultar, por exemplo o wikipédia aqui.A figura a seguir foi a "semente" para a geração dos padrões que são mostrados nas figuras seguintes e da figura inicial desta postagem.
Figura inicial.
Terceira geração.
15a. geração.

Código Scilab (sem comentários):
----------------------------------------------

clc;
close;

N = 100;

Mt = (sign(rand(N,N,'normal'))+1)/2;
Mt = 0*Mt;
dn = 20;
for q=dn:2*dn
    for p=dn:2*dn
        Mt(p,q)=1;
        Mt(p+2*dn,q)=1;        
        Mt(p,q+2*dn)=1;
        Mt(p+2*dn,q+2*dn)=1;        
    end
end

Mt(1,1)=1;  Mt(N,N)=1;
    vx = [];
    vy = vx;
    for p=1:N
        for q=1:N
            if Mt(p,q)==1 then
                vx = [vx, p];
                vy = [vy, q];
            end
        end
    end
    close; 
    plot(vx,vy,'.'); 
//pause;
Pt = Mt;

for k=2:25
    for p=2:N-1
        for q=2:N-1
            s = Mt(p-1,q)+Mt(p,q-1)+Mt(p+1,q)+Mt(p,q+1);
            s = s + Mt(p+1,q+1) + Mt(p-1,q-1);
            s = s + Mt(p-1,q+1) + Mt(p+1,q-1);
            if (Mt(p,q)==1)&(s > 4) then
                Pt(p,q)=0;
            end
            if (Mt(p,q)==1)&(s < 2) then
                Pt(p,q)=0;
            end
            if (Mt(p,q)==1)&(s == 2) then
                Pt(p,q)=1;
            end
            if (Mt(p,q)==1)&(s == 3) then
                Pt(p,q)=1;
            end
            if (Mt(p,q)==0)&(s == 3) then
                Pt(p,q)=1;
            end
        end
    end
    Mt = Pt;
    vx = [];
    vy = vx;
    for p=1:N
        for q=1:N
            if Mt(p,q)==1 then
                vx = [vx, p];
                vy = [vy, q];
            end
        end
    end
    close; 
    plot(vx,vy,'.');
end

domingo, 23 de setembro de 2012

Novo Disco Rígido e Software Antiplágio

Fonte: aqui - openpage.com.br
Na vida acadêmica o plágio (novamente esse tema!) é uma tentação que ronda cada novo trabalho acadêmico. Nem sempre o estudante está ciente do que "plágio", mas isso não é uma boa desculpa. Hoje, já existem vários recursos para a detecção automática de plágio, alguns desses softwares são inclusive gratuítos*. O próprio Google Acadêmico pode ser usado como uma ferramenta para detecção de plágio, mas vai requerer um pouco mais de trabalho do avaliador.

Neste link aqui, você encontra uma relação de softwares antiplágio. O autor João Mattar também escreve sobre esse tópico aqui e alguns leitores indicam outros softwares. Também é possível ler sobre esse assunto na revista Ciência Hoje on-line aqui.
-----------------------------
------------------
----
Primeiro disco rígido e um moderno HD. Fontes: aqui e aqui.
Os díscos rígidos não são nenhuma novidade, eles existem a mais de 50 anos (para saber mais sobre essa história ver aqui, por exemplo). De lá para cá cresceram muito em capacidade e diminuiram em tamanho. Uma nova tecnologia desenvolvida nos últimos dez anos promete aumentar ainda mais a capacidade desses guardadores de dados: HDs com hélio. Com hélio no lugar de ar comum, o arrasto aerodinâmico sobre os pratos do disco é reduzido, diminuindo as temperaturas e permitindo mais pratos por unidade, o que aumenta a capacidade total de armazenamento. Para saber a notícia completa, click aqui.

sábado, 22 de setembro de 2012

Algumas frases do Albert.


Albert Einstein foi um cientista genial. Além da sua (imensa) contribuição propriamente científica, ele deixou várias frases que podem servir de inspiração e reflexão. E que são perfeitamente pertinentes no mundo de hoje, mesmo tendo sido proferidas a mais de 50 anos. Algumas delas:
  • Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.
  • A imaginação é mais importante que o conhecimento.
  • Existe uma coisa que uma longa existência me ensinou: toda a nossa ciência, comparada à realidade, é primitiva e inocente; e, portanto, é o que temos de mais valioso.
  • Não creio, no sentido filosófico do termo, na liberdade do homem. Todos agem não apenas sob um constrangimento exterior mas também de acordo com uma necessidade interior.
  • Somente seres humanos excepcionais e irrepreensíveis suscitam ideias generosas e ações elevadas.
  • O meu ideal político é a democracia, para que todo o homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado.
  • O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego.
  • Nem tudo o que pode ser contado conta, e nem tudo o que conta pode ser contado.
  • O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer.
  • Aquele que já não consegue sentir espanto nem surpresa está, por assim dizer, morto; os seus olhos estão apagados.
  • A fama é para os homens como os cabelos - cresce depois da morte, quando já lhe é de pouca serventia.
  • A luta pela verdade deve ter precedência sobre todas as outras.
  • Tornou-se chocantemente óbvio que a nossa tecnologia excedeu a nossa humanidade.
  • Nenhum homem realmente produtivo pensa como se estivesse escrevendo uma dissertação.
  • Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.
  • A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro.
Fonte: pensador.uol.com.br/albert_einstein/

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Um pouco de humor na ciência: prêmio IgNobel 2012

Fonte: IgNobel

Todos os anos os estudantes da Universidade de Havard promovem o Prêmio IgNobel, desta vez o IgNobel de Literatura foi provavelmente o mais confuso de se entender: "for issuing a report about reports about reports that recommends the preparation of a report about the report about reports about reports."

Este ano não teve nenhum brasileiro entre os premiados, mas teve um prêmio especial, ou melhor, um COMUNICADO ESPECIAL: "Estamos agora, em 2012, corrigindo um erro que fizemos no ano de 1999, quando deixamos de incluir o nome de um vencedor. Temos agora que corrigir, concedendo uma parte do prêmio de física de 1999 para Joseph Keller. O professor Keller é também co-vencedor do 2012 Ig Nobel de Física, tornando-o duas vezes vencedor do Ig Nobel".


Sem mais delongas, os premiados de 2012 - para rir um pouco e (talvez) pensar depois:

Categoria Estudo Autores
Anatomia Como os chimpanzés se reconhecem entre si apenas olhando fotografias de seus traseiros Frans de Waal (Holanda/EUA) e Jennifer Pokorny (EUA)
Física Cálculo das forças que dão forma e movimento a um rabo-de-cavalo Joseph Keller (EUA), Raymond Goldstein (Reino Unido/EUA), Patrick Warren (Reino Unido), Robin Ball (Reino Unido)
Acústica Máquina que atrapalha a fala de uma pessoa durante um discurso, ao fazê-la ouvir a própria voz com um pequeno atraso Kazutaka Kurihara e Koji Tsukada (Japão)
Dinâmica de fluidos O que acontece com uma xícara de café enquanto uma pessoa a segura ao andar Rouslan Krechetnikov (Rússia/EUA/Canadá) e Hans Mayer (EUA)
Química Por que moradores de algumas casas da cidade de Anderslöv, na Suécia, ficaram com o cabelo verde. O motivo: o cobre do encanamento Johan Pettersson (Suécia/Ruanda)
Neurociência Como a atividade cerebral pode ser vista em qualquer lugar, inclusive em um salmão morto, por meio de instrumentos complexos e estatísticas simples Craig Bennett, Abigail Baird, Michael Miller e George Wolford (EUA)
Medicina Por aconselhar médicos que fazem colonoscopias (exames intestinais) a minimizar o risco de seus pacientes explodirem Emmanuel Ben-Soussan e Michel Antonietti (França)
Psicologia Por que a Torre Eiffel, na França, parece menor ao se inclinar para a esquerda Anita Eerland and Rolf Zwaan (Holanda) e Tulio Guadalupe (Peru, Rússia e Holanda)
Paz Como a companhia russa SKN conseguiu converter armamentos antigos em novos diamantes Igor Petrov (Rússia)
Literatura Publicação de um relatório sobre relatórios sobre outros relatórios que recomendam a preparação de um relatório sobre outro relatório sobre relatórios sobre relatórios Controladoria Geral do governo dos EUA

 Fonte: g1.globo/ciencia e www.improbable.com/.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Um lugar muito, muito distante: MACS 1149-JD

Fonte: Nasa.
Se você tem algum "inimigo" real ou imaginário e quer mandá-lo para um lugar, muito, muito distante, vai aqui a sugestão: MACS 1149-JD! Está na dúvida se é um lugar suficientemente distante? Ok, então vamos explicar melhor.

Com o poder combinado dos telescópios espaciais Spitzer e Hubble da NASA, bem como um efeito de ampliação de uma lente gravitacional cósmica*, os astrônomos observaram o que pode ser a galáxia mais distante já descoberta. A luz dessa galáxia primordial viajou cerca de 13,2 bilhões de anos-luz antes de chegar telescópios da NASA, brilanhdo a partir da chamada idade das trevas cósmica quando o Universo tinha apenas 3,6 por cento de sua idade atual.

Explicando a imagem acima.

Na imagem grande à esquerda, muitas galáxias de um grande conjunto chamado MACS J1149 2223 dominam a cena. A lente gravitacional formada pelo cluster gigante ampliou a luz da galáxia recém-descoberta, conhecida como MACS 1149-JD, cerca de 15 vezes, destacando o objeto. No canto superior direito, um zoom parcial mostra MACS 1149-JD em mais detalhes, e um zoom profundo aparece no canto inferior direito. Nestas imagens de luz visível e infravermelha do Hubble, MACS 1149-JD parece uma manchinha vermelha. A luz das estrelas dessa pequena galáxia tiveram o seu comprimentos de onda alongados, ou "desviados para o vermelho", pela expansão do Universo.

* Nesse fenômeno, predito por Albert Einstein há um século, a gravidade deforma os objetos em primeiro plano e amplia a luz de objetos (ex: uma galáxia) de fundo.

Para saber mais: g1.com/ciência, Nasa, ultimosegundo.ig.com.br/ciencia.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Divulgando: International Workshop on Telecommunications (IWT'13)

CALL FOR PAPERS
International Workshop on Telecommunications (IWT'13)
6-9 May 2013 – Santa Rita do Sapucaí - Brazil


The International Workshop on Telecommunications (IWT) is a biennial event organized by Instituto Nacional de Telecomunicações -INATEL (www.inatel.br), Brazil. The IWT'13 will be held at INATEL in Santa Rita do Sapucaí, Brazil, from 6th to 9th of May, 2013.
Its main goal is to promote and discuss the latest innovations in the telecommunications area. It will be a great opportunity for all the professionals and researchers to share ideas and learn more about the new developments and research.
Besides its social program, the workshop will offer tutorials, plenary sessions and keynote sessions presented by internationally recognized experts, featuring a technical program with researchers from academia and engineers from industry, network operators and service providers.
The IWT'13 organizing committee invites you to submit original papers addressing research topics of interest for presentation at the workshop and inclusion in the workshop proceedings.


MAIN TOPICS:
  • Communication Theory
  • Signal Processing
  • Wireless Communications
  • Wireless Networks
  • Optical Networks
  • Next Generation Networks
  • Cognitive Radio
  • Cognitive Networks
  • Spectrum Sensing
  • Radio over Fiber
  • Smart Grid
  • Performance Modeling and Evaluation
  • Adhoc, Sensor and Mesh Networks
  • Communications Software and Services
  • Computer and Communications Network Security
  • Future Networks Design
  • MIMO Systems
  • Multicarrier Systems
  • Digital Communication
  • Cooperative Coding/Network Coding
  • Other Areas in Communications
KEYNOTE SPEAKERS:

Dr. Antonella Bogoni
Dr. Apurva N. Mody
Dr. Boaz Nadler

ORGANIZING COMMITTEE:

Carlos Alberto Ynoguti - INATEL - General Chair
Luciano Leonel Mendes - INATEL - Technical Program Chair
Marcelo Carneiro de Paiva - INATEL - Proceedings Chair
Marcos Rangel - INATEL - Marketing Chair
André Abbade - INATEL - Local Arrangements Chair
Carlos Augusto Rocha - INATEL - Finance Chair
Guilherme Pedro Aquino - INATEL - Registration Chair

EXTENDED ABSTRACT SUBMISSION FORMAT

Potential authors are kindly invited to submit an Extended Abstract. There is a guide - the Author's Kit - on our website at http://www.inatel.br/iwt/iwt/authors-kit with more information about the format of the extended abstract and the full length paper.

SUBMISSION DATES

Extended Abstract Deadline: October 15th 2012.
Acceptance Notification: February 12th 2013.
Camera Ready Deadline: March 25th 2013.

Instructions for the Submission Process can be found at the menu “Submission Process” on our website at http://www.inatel.br/iwt/iwt/submission-process.

REALIZATION

Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL): http://www.inatel.br/

PARTNERS

Institute of Electrical and Eletronic Engineers (IEEE MG Section): http://www.ieee.org.br/minas_a_secao.shtml

Sociedade Brasileira de Telecomunicações (SBrT): http://www.sbrt.org.br/

For more information, please contact us:
E-mail: mailto:iwt@inatel.br
WWW:
http://www.inatel.br/iwt/

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Xadrez: 2a. Etapa do Circuito IFCE.

Montagem a partir de imagens do Xadrez Arte.

Já foi bem divulgado o resultado da 2a. Etapa do Circuito IFCE de xadrez rápido (ver os blogs Capivarando e Xadrez Arte), mas acho que podemos fazer algumas considerações adicionais.

Inicialmente, o óbvio: o torneio foi um sucesso de público e com excelente nível técnico (mais da metade com rating local acima de 1.900). Foram quase 50 participantes na primeira rodada. Até o patrocinador oficial do torneio, Fábio Urquidi, apareceu e ficou "peruando" e circulando entre os jogadores.

Para mim o torneio foi excelente: finalmente consegui mais de 50% dos pontos, ficando à frente de jogadores mais fortes que eu, como o José Nilson, Isaias Rogerio e Régis Amancio (pelos critérios de desempate).


O ponto "fraco" do torneio: atrasou muito o inicio da primeira rodada, com isso a "delegação" de Pacatuba não conseguiu ficar para jogar a sexta e última rodada. Acho que ao todo foram uns nove jogadores que saíram logo após a 5a. rodada. Fica sugestão de fazer o emparceramento da 1a. rodada na sexta-feira a noite (para um torneio no sábado), após a confirmação das inscrições. Sem inscrições de última hora. Certamente o número de participantes será menor e teremos alguns "W.O's".

Algumas fotos do torneio (diretamente vindas do blog Capivarando):


Resultado final (parcial) do torneio (Xadrez Arte):

Place Name                                  Rtg Loc  Club     Score M-Buch. Progr. Buch.

 1-3  Abreu Santos, Eudismar                    2172          5        16.0   18.5  23.5
      Correia, Mario                            2151          5        15.5   18.0  22.5
      Cavalcante Ribeiro, Matheus               2347 IFCE     5        14.0   16.0  21.5
 4-5  Marcos Lima, Francisco                    2078          4.5      15.5   17.5  23.0
      Sampaio de Albuquerque Ju, Wellington     2305          4.5      15.0   18.5  22.0
6-13  Madson de Medeiros Amorim, Daniel         2313          4        16.0   15.5  23.5
      Gomes Brandao, Marcius                    2253          4        15.0   18.0  22.0
      Stenio Patricio Lima, Antonio             1960          4        15.0   16.5  21.5
      Correia Nunes, Moezio                     2026          4        13.0   15.0  19.0
      Inacio dos Santos, Antonio                2198          4        12.5   12.0  18.5
      Soares Quindere Travassos, Tiago          2137 IFCE     4        12.0   14.0  19.0
      Melo dos Santos, Roberto                  2154          4        11.5   14.0  18.0
      de Lima Neto, Pedro                       2247 -        4        11.5   13.0  18.0
14-19 Antonio da Costa Freitas, Marcos          2090          3.5      16.0   15.0  24.0
      Leonardo de Brito Buarque, Hugo           1940 IFCE     3.5      13.0   12.5  19.0
      José Alves de Aquino, Francisco           1986 IFCE     3.5      13.0   10.5  19.5
      Nilson Oliveira da Costa, Jose            2119 IFCE     3.5      12.0   12.5  18.0
      Rogerio de Sousa, Isaias                  2132 U18      3.5      12.0   11.5  17.5
      Regis Amancio, Arnaldo                    2075          3.5      11.0   11.0  18.0
20-28 Jose Romao de Lima Junior, Antonio        2063          3        14.0   13.0  20.5
      Helder da Silva, Antonio                  2145          3        14.0   12.0  20.5
      Vieira da Paixao, Irineu                  2085 VETERANO 3        13.0   10.0  19.5

domingo, 16 de setembro de 2012

Meiofauna: isso morde?!

Uma das imagens do vídeo "Vida entre grãos".
Quando você pisa na areia molhada da praia tenha uma certeza: está fazendo pressão sobre algum bichinho minúsculo, ou melhor, sobre milhares deles! Isso é a "meiofauna", uma população de organismos muito pequenos, menores que 1 milímetro que vivem no pequeno espaço entre os grãos.
Um vídeo muito didático mostrando um pouco sobre esses pequenos seres pode ser visto aqui ("Vida entre grãos"). Esse vídeo foi gravado no Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo, em São Sebastião, SP, por Alvaro E. Migotto, Gustavo Fonseca (gfonseca@usp.br), Fabiane Gallucci (fabiane.gallucci@gmail.com) e Maikon Di Domenico (maik2dd@gmail.com).
Atualmente são conhecidos aproximadamente 15.000 espécies meifaunais, o que representa apenas 1-10% do numero total de espécies. Existem ainda muitas descobertas a serem feitas e muito a aprender com esses organismos microscópicos. Algumas imagens:




Para saber mais: cifonauta.cebimar.usp.br e g1.globo.com/natureza/.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Lula bilionário, encontrado filhote de dragão e fóssil de sereia! Verdade?

Lula bilionário? Fonte: www.e-farsas.com/lula-forbes
A internet é uma fonte quase inexaurível de fatos, fotos e vídeos, mas nem todos são verdadeiros. Algumas coisas são "brincadeiras inocentes", outras são "lendas urbanas", outras ainda são farsas, conspirações ou simples lorotas para alguém ganhar dinheiro em cima de desavisados.
O site "g17", por exemplo, é especialista em criar notícias falsas (ex: Ivete Sangalo fica loira para substituir Xuxa como a rainha dos baixinhos) que vez por outra acaba sendo levada a sério. Então, antes de acreditar em qualquer coisa "impactante" que você tenha lido na www, use o senso crítico e ative o "desconfiômetro" no nível máximo. É sempre bom checar se a informação é confiável mesmo ou não. Nada dúvida, evite propagar o possível boato. As caixas de e-mails superlotadas agradecem.
Um site que pode ser usado como referência nesse assunto é o "E-farsas", vale a pena dar uma conferida nas últimas!

Divulgando: ato público em “DEFESA DA VIDA, PELA PAZ e CONTRA A VIOLÊNCIA”.

Fonte da imagem: mariajosebeguer.blogspot.com.br

Recebi via e-mail a seguinte "Carta Convite" do professor Valdeci Lima do IFCE - Campus Fortaleza que é reproduzida abaixo.
---------------------------------
--------------------
-------------

CARTA CONVITE 

Convidamos V. Sa. a se fazer presente a um ato público em “DEFESA DA VIDA, PELA PAZ e CONTRA A VIOLÊNCIA”. 

Este evento tem como objetivo provocar uma reflexão acerca do nosso papel, enquanto cidadãos e cidadãs, contribuintes e agentes de transformação social, diante do quadro estarrecedor de insegurança pública que assola a nossa sociedade. 

A partir desta reflexão coletiva, continuaremos o processo de busca das condições objetivas para implantação de um FÓRUM, cuja denominação será a mesma deste ato, na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará. Este FÓRUM é um instrumento que viabilizará a articulação entre a sociedade civil organizada e a academia para fundamentar uma proposta política de segurança pública, numa perspectiva preventiva e com melhor eficácia no enfrentamento das causas do fenômeno da violência. 

O evento também celebrará e destacará a importância das pessoas comprometidas com a promoção dos movimentos sociais, os quais almejam ajudar a todos na construção de uma cultura de PAZ, onde a Justiça Social e a Solidariedade sejam valores vivenciados intensamente. 

Na ocasião, haverá uma homenagem póstuma ao prof. Dr. Vicente de Paula Miranda Leitão (IFCE). 

Contamos com a participação de V.Sa. 

Data: 21/09/2012
Horário: 17:00 h
Local: Praça da Gentilândia
Prof. José Valdeci de Lima - Coordenador
--------------------------

A quase um ano, o professor Vicente Leitão se tornava mais uma vítima da violência urbana de Fortaleza. Essa morte trágica foi registrada neste blog na seguinte postagem:  alfanumericus/2011/ .

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Novamente o assunto é "plágio" acadêmico.

Figura original aqui.
A "prática" do plágio é antiga, remontando à Roma do período clássico (KROKOSCZ, 2011). Talvez tenha nascido logo depois da própria palavra escrita, mas, antes de aprofundar esse tema, vamos ver uma definição do que é plágio no ambiente acadêmico:

"Apresentar como próprio qualquer tipo de trabalho acadêmico (projeto de pesquisa, trabalho de conclusão de curso, artigo científico, ensaio e outros), com conteúdo literalmente copiado ou reescrito sem a devida indicação do autor original (citação) e identificação completa do documento consultado (referência) configura plágio". Fonte aqui

Em um artigo no Jornal da Ciência de 12 de setembro/2012, o pesquisador Ari Ferreira de Abreu (Lattes aqui), sem entrar no aspecto ético do problema, fez as contas: um plágio pode render indevidamente mais de dois milhões de reais a um autor de tese de doutorado ao longo de sua vida acadêmica e aposentadoria. Além disso, um pesquisador que não consegue evitar o plágio em sua própria tese pode se tornar altamente “produtivo” e complacente com o plágio de seus orientandos, propagando ainda mais esse problema.

Sobre esse tema, vários outros enfoques podem ser feitos, mas vou deixar isso como leitura adicional (ver artigos relacionados abaixo). Claro que para o plágio ser descoberto, os orientadores, os revisores e os membros das bancas devem estar bem atentos. E a punição, se houver, pode ser pesada. O certo é que o aluno (de graduação ou pós-graduação) que é descoberto na prática do plágio pode levar "zero" e ter o seu nome manchado. E todo o esforço que fez até aquele momento perderá a validade.

Reforçando - para os meus alunos, vale a fórmula simples: plágio = zero.

Para saber mais:

  • PERCEPÇÃO DO PLÁGIO ACADÊMICO ENTRE ALUNOS DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE. Autores: Gilson Jober Fachini e Maria José Carvalho de Souza Domingues. Link para o artigo aqui.
  • FATORES ANTECEDENTES NA ATITUDE DE ALUNOS DE GRADUAÇÃO FRENTE AO PLÁGIO. Autora: Patricia Brecht Innarelli. Link para essa dissertação de mestrado aqui.
  • Abordagem do plágio nas três melhores universidades de cada um dos cinco continentes e do Brasil. Autor: MARCELO KROKOSCZ. Link para o artigo aqui.

Essa postagem foi indiretamente sugerida (por e-mail) pela professora Fátima Sombra (Lattes aqui) da UFC - LABVIS.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Um pouco de aritmética básica: quanto é mesmo “253!” ?

Fonte: http://www.autonomiaedu.com.br

Para quem está meio esquecido, o símbolo “!” é usado para indicar o fatorial de um número inteiro positivo, por exemplo: 5! = 1x2x3x4x5 = 120. Ok, e qual o problema de calcular o fatorial de 253? Bom, provavelmente a calculadora não consegue fazer esse cálculo! Qual o motivo? Simples: o fatorial de um número cresce muito rapidamente. Tem um crescimento mais que exponencial. Isso pode ser visualizado nas figuras abaixo*.
Para números pequenos a função exponencial tem um crescimento maior que as funções fatorial e quadrática.
Para valores maiores que 6, a função fatorial tem um crescimento muito superior à função exponencial.
* nos gráficos foi usada a função gama que calcula o fatorial para valores inteiros, ver aqui sobre essa função.

Muito bem, e qual o fatorial de um valor "grande"? Não existe? Claro que existe, mas não pode ser calculado simplesmente usando-se a operação de multiplicação e calculadora, a não ser que você seja um savant matemático (ver aqui também o que é um savant) e tenha bastante papel para escrever o resultado. Mas como podemos calcular, por exemplo, o fatorial de 253? É "fácil", basta usar logaritmos e somar. Claro que fazer isso à mão continua sendo problemático.

Solução. O código Scilab abaixo pode calcular o fatorial de números realmente grandes:

N = 253;
ns=1:N;
sn=sum(log10(ns));
ep = fix(sn);
mt = 10^(sn-ep);
printf('O fatorial de %d é igual a %f x10^%d',N,mt,ep);
 
Ah, e o fatorial de 253 é igual a 5,173461 x 10499. Tente escrever esse número sem usar notação científica!

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Divulgando: palestra sobre Empresas Juniores.


Teremos mais uma apresentação promovida pelo CAET, o tema dessa vez será sobre empresas juniores. A apresentadora será Adriana Fontenele, Presidente da FEJECE (Federaçãode Empresas Juniores do Ceará). O local será o Auditório Presidente Castelo Branco (1º andar) - IFCE Campus Fortaleza, amanhã, dia 12 de setembro, iniciando às 19h. Essa é para quem quer ser empreendedor e ser o próprio patrão!

Fonte: engtelecom.ifce.edu.br.

sábado, 8 de setembro de 2012

"Magro de ruim"? Essa é para você!

"Magro de ruim" e ainda por cima "nerd!"
Algumas pessoas são "abençoadas" com um tipo físico que não se altera por mais que o consumo de calorias aumente. Acredite: quem tem esse "problema" não se sente tão feliz assim. Para as mulheres, às vezes, é difícil encontrar uma peça tamanho "P" que realmente caia bem. Mas existe solução! E ela está ao alcance da mão, ou melhor, de uma boa garfada! Segundo um especialista da área:

"Para quem quer ganhar peso com saúde, o ideal é fracionar as refeições em pelo menos sete vezes por dia, e começar pelos pratos quentes, não pela salada. Também se devem investigar os hábitos da pessoa – se há algum transtorno alimentar –, o gasto energético, o sono, a questão genética, e ver se o paciente já malhava antes ou não. Quem nunca treinou e quer ficar forte precisa esperar um pouco mais." - Emy Takahashi.

Muitos "magros de ruins" acreditam que comem muito, mas na verdade esse parâmetro não condiz com a realidade – ou seja, para a maioria da população, aquela quantidade de comida seria insuficiente.

Algumas dicas práticas: aumente gradativamente a quantidade de calorias no seu almoço, deixe os diets e light de lado, beba mais leite, faça musculação.

Para saber mais veja aqui.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Olimpíada de Xadrez na reta final.


Falta somente a última rodada para o encerramento da Olimpíada de Xadrez que está ocorrendo em Istambul. A última rodada será no dia 09 de setembro, amanhã (08/setembro) será um dia livre. As equipes brasileiras estão obtendo bons resultads, mas ainda um pouco abaixo da expectativa, como podemos conferir na figura abaixo. A equipe masculina está no momento na 26a. posição e a equipe feminina na 49a. posição. A China está na liderança nas duas modalidades.


Fonte: http://results.chessolympiadistanbul.com.