quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Graduação e mestrado - fazendo tudo isso valer a pena.


Para aumentar as suas chances de obter sucesso profissional, nada melhor que uma boa faculdade após o ensino médio. Entrar em uma grande Universidade ou Instituto Federal é um bom começo, mas não garante nada a ninguém. Se você não fizer nada além do básico, os resultados podem ser apenas medíocres. Sem uma boa dose de esforço pessoal e um pouco de iniciativa própria, não tem como você se destacar entre os muitos que são bons e estão aí junto com você nas mesmas salas e nos mesmos cursos.

Essa lição eu aprendi logo que concluí o ensino fundamental (antigo "primeiro grau"). Acho que cheguei a ficar em primeiro lugar na minha turma da 8a. série (ainda não existia a 9a. série), mas quando entrei no ensino médio (na antiga Escola Técnica, hoje IFCE), com muito esforço ficava em uma posição apenas intermediária. Para minha grande consternação, descobri que existiam alunos muito melhores que eu em matemática. Isso foi bom para manter meu ego em seu devido lugar.

Fazendo a faculdade valer a pena

É necessário fazer o básico: estudar, frequentar as aulas (ser reprovado por falta é dose e irresponsabilidade, não existem muitas boas desculpas para uma reprovação por falta) e passar em todas as disciplinas em que estiver matriculado, se possível, com boas notas. Isso é o básico, mas é necessário ir além se o seu objetivo é um futuro sucesso profissional. Mais uma vez: o básico é obrigação e muitos, como você, estão nesse mesmo patamar. Aprender uma língua (ex: inglês) ao longo da faculdade também é básico hoje em dia.

Participar dos eventos que a faculdade/universidade oferece pode ser uma boa opção. Apareceu um minicurso na sua área? Faça! Vem um palestrante falar sobre alguma coisa que você nem sabia que existia? Seja o primeiro a se inscrever! Apareceu uma bolsa de iniciação científica? Mande o seu currículo! Você foi muito bem em alguma disciplina? Se candidate a monitor dessa matéria! Descobriu alguma coisa interessante? Converse com o seu orientador (se não tem, arrume um) e publique! Participar de eventos científicos, workshops, feiras de ciências e tecnologia é um bom complemento acadêmico.

Você ajudar as pessoas, que ser influente, tem alguma pretensão política? Faça parte do grêmio/centro acadêmico! O centro acadêmico está meio apático? Hora de você colaborar e se integrar mais ativamente. O centro acadêmico esta promovendo alguma ação? Participe ativamente. Se envolva em iniciativas sociais, se engaje em algum projeto social e leve um grupo de amigos junto com você. Você pode ajudar a fazer a diferença e, no final das contas, isso vai refletir positivamente no seu currículo e pode torná-lo um profissional com um diferencial desejado por empresas que têm preocupação social.

Em resumo: fuja do marasmo (e das bebidas). Esse tempo de faculdade não volta. Desperdiçar essa chance é um grande erro. Você talvez não tenha outra oportunidade de acertar.

Entrando no mestrado

Concluída a faculdade, você aspira a mais conhecimentos? Quer fazer algo que ninguém fez? Inventar algo novo? Desenvolver algum projeto? Então, um possível caminho é continuar estudando e fazer um mestrado.

O primeiro passo para entrar no mestrado é meio óbvio: leia atentamente o edital de seleção. Você se enquadra dentro do perfil? Ótimo! Agora mãos à obra: prepare cuidadosamente toda a documentação exigida. Faça um checklist e confira todos os itens, um por um.

Obs: o seu currículo (Lattes) é construido ao longo da faculdade, veja o tópico acima, e não nas vésperas do período de inscrição. Sem um bom currículo (patentes, publicações, eventos, oficinas, atividade profissional, inglês), as suas chances de entrar em um programa de mestrado ficam bem reduzidas.

Um comentário:

  1. O seu blog é muito bom, repleto de informações para graduandos da áreas de exatas.
    Parabéns professor, continue assim. Ah! Quase esqueci, só teve uma coisinha que me incomodou: o correto não seria "Você ajuda as pessoas, quer ser influente, ..." em vez de "Você ajudar as pessoas, que ser influente, ..." no início do quinto parágrafo?



    ResponderExcluir